Lustosa Tur
Rondnelly Camarço
Drogaria Horizonte
Lojão do ciclista
Chaves Bebidas
Mercadinho Frigoleme
Malu Pneus
Auto Escape J Wilson
Formação

Oeiras sedia curso de formação para conselheiros de direitos e tutelares

Promovido pela Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (SASC), o curso de formação acontece até sábado, 10, no Cine Teatro.

10/08/2019 14h44Atualizado há 4 meses
Por: Pablo Carvalho
(Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)

Oeiras está sediando o primeiro módulo do Núcleo de Formação Continuada para Conselheiros de Direitos e Conselheiros Tutelares da criança e do adolescente do Estado do Piauí.

Promovido pela Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (SASC), o curso de formação acontece até sábado, 10, no Cine Teatro.

A aula inaugural, realizada nessa quinta-feira, 08, contou com a participação da secretária municipal de Assistência Social, Vanessa Reinaldo; do secretário geral do Conselho Estadual de Direitos da Criança e do Adolescente, Antônio José Santos; da presidente do CMDCA de Oeiras, Ádylla Brito; da presidente do Conselho Tutelar de Oeiras, Maria Medianeira; da enfermeira Raíssa Tôrres, representando a Secretaria Municipal de Saúde; além de conselheiros tutelares e integrantes dos Conselhos dos Direitos da Criança e do Adolescente dos municípios que compõem o Território Vale do Canindé.

“Para nós, que fazemos a Secretaria de Assistência Social do município de Oeiras, é uma honra sediar um evento desta relevância. É uma oportunidade para que todos os conselheiros aprimorem e agreguem conhecimentos. É um ganho para quem está no dia a dia lutando pelos direitos da criança e do adolescente”, destaca Vanessa Reinaldo.

Na capacitação, ministrada pela Escola de Conselhos do Estado do Piauí, estão sendo mediados conteúdos sobre políticas educacionais, LDB, Sistema Único de Assistência Social (SUAS), Conselhos Tutelares e Diretos e orçamento público. “Esta é uma iniciativa do Conselho Estadual que elaborou um projeto no sentido de levar aos conselheiros tutelares e aos conselhos de direitos essa formação continuada. Há a necessidade de que, no futuro, isso seja transformado em num programa de governo, para que possa ter uma ação continuada. Esta é uma oportunidade para que a gente veja onde podemos melhorar. O projeto está montado para oferecer 200 horas/aula, sendo 160h presenciais e 40h à distância, para levar formação para os conselheiros tutelares e de direitos para que eles possam melhor desempenhar sua função no exercício do seu mandato”, comenta Antônio José.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias