Data Picos
Rondnelly Camarço
Lustosa Tur
Mercadinho Frigoleme
Auto Escape J Wilson
Lojão do ciclista
Drogaria Horizonte
Chaves Bebidas
Malu Pneus
Estupro

Menina de 10 anos confidencia estupro para diretora de escola; padrasto é preso

O Conselho Tutelar, acionado pela diretora da escola, denunciou o caso à Polícia Civil. O padrasto da menina, um jovem de 27 anos, foi preso nessa quarta-feira (3) e negou o crime.

04/07/2019 14h31
Por: Pablo Carvalho
Fonte: Cidade Verde
(Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)

Uma menina de 10 anos de idade confidenciou à diretora da escola onde estuda que sofreu violência sexual dentro de casa, supostamente praticada por seu padrasto. O caso aconteceu no Povoado Nova Santa Rosa, zona Rural da cidade de Uruçuí, distante 453 quilômetros de Teresina. 

O Conselho Tutelar, acionado pela diretora da escola, denunciou o caso à Polícia Civil. O padrasto da menina, um jovem de 27 anos, foi preso nessa quarta-feira (3) e negou o crime. 

O delegado Francisco Célio Campos Gonçalves, da Delegacia de Urucuí, contou ao Cidadeverde.com exame realizado no Serviço de Atenção às Mulheres Vítimas de Violência Sexual (Samvis) constatou que a menina sofreu estupro. 

Segundo o delegado, os estupros teriam sido praticados pelo menos desde o começo desse ano. A criança está em Teresina e será ouvida na Delegacia de Proteção a Criança e ao Adolescente (DPCA)  por uma equipe multidisciplinar. 

A Polícia Civil vai investigar se a mãe da menina era convivente com os abusos. “A criança contou à diretora da escola que a mãe chegou a presenciar uma situação de abuso e fez foi repreender a filha. Essa suspeita também é objeto de investigação e ela foi intimada para prestar depoimento”, diz. 

Por conta de ação da Promotoria de Uruçuí, a mãe perdeu a guarda da criança provisoriamente. A menina agora mora com a avó.

Após a menina ser ouvida na DPCA, as investigações, que podem resultar na prisão da mãe, irão continuar pela Delegacia de Uruçuí. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias