Auto Escape J Wilson
Mercadinho Frigoleme
Chaves Bebidas
Lojão do ciclista
Lustosa Tur
Drogaria Horizonte
Santos Auto Escola
Malu Pneus
Política

Vereador Beron critica portais de Oeiras sobre matéria de aprovação do concurso

Líder da oposição diz que as informações estavam incompletas e isso pode manipular a população.

12/06/2019 13h22Atualizado há 1 semana
Por: Pablo Carvalho
Fonte: Redação Oeiras em Foco
(Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)

O Líder da Oposição na Câmara Municipal de Oeiras vereador Beron, convidou os portais da cidade para que ficasse claro o posicionamento dos mesmos com relação ao voto contra o concurso público enviado pela Prefeitura Municipal de Oeiras. 

O motivo do convite foi sobre uma matéria em que a Câmara aprova realização de concurso público para Prefeitura de Oeiras, onde foi originária do Portal Mais Oeiras, replicadas pelos portais Folha de Oeiras, Mural da Vila e Oeiras em Foco. Diante da repercussão negativa nas redes sociais, onde populares lançaram críticas aos votos contra da oposição a realização do concurso, o vereador Beron (MDB), disse que os portais não estão mostrando a realidade a população, pois deveria explicar no conteúdo da matéria o motivo por que votou contra. 

Vale ressaltar que o Portal Oeiras em Foco teve o cuidado de editar a matéria replicada colocando que o motivo pelo qual os vereadores que faz a oposição votaram contra, e foi além enfatizando que eles votaram de forma unânime pela aprovação do projeto de lei que dispõe sobre a abertura de crédito adicional especial, por operação de crédito, para que a PMO utilize os recursos provenientes do projeto Avançar Pró-Transporte. 

Parte da matéria replicada ontem pelo o Oeiras em Foco (Foto: Oeiras em Foco)

Conforme o líder da oposição teriam que deixar claro que, o voto contra não foi para a aprovação do concurso e sim porque a prefeitura colocou junto ao projeto os cargos comissionados (Contratações), e cargos de confianças (indicações e/ou promoções) de quem já é concursado. 

"Vocês teriam que ter explicado na matéria o porquê que votamos contra, agora não, só pegam e joga na mídia, nós não somos contra a realização do concurso e sim dos cargos comissionados e de confiança". 

Vereador continua... “Quero explicar que fomos contra porque discutimos ainda em comissão que queríamos a retirada dos cargos comissionados, que naquela data já eram 291, alguns não preenchidos e 180 funções de confiança. Então com isso os cargos comissionados aumentariam para 393, e funções de confiança para 290. O que nós sugerimos era que voltasse o projeto para o executivo e desmembrasse o projeto e colocar apenas o concurso e os aumentos de numerários e fizesse outro para os cargos de confiança e comissionado”. 

Beron afirma que avisou antes qual a intenção. “Ainda na comissão avisamos que dessa maneira íamos votar contra, mas um vereador da oposição falou que não tinha problema, quando for para votação a gente ganha. Para ter uma ideia se eu não quisesse que fosse votado eu nem teria convocado para ser votado, fizemos em conjunto com o vereador Letiano, presidente da CCJ. Por fim, era isso que quero deixar claro”. Finaliza o vereador. 

Vereador relatou ainda que antes a oposição já tinha  aprovado um teste seletivo para professor, o que mostra que se fosse apenas o concurso teriam votado a favor. 

Teste seletivo para professores em que vereadores votaram a favor (Foto: Assesoria Beron)

O que diz o Portal Oeiras em Foco

"O Portal Oeiras em Foco reafirma seu compromisso em trabalhar com a verdade e imparcialidade baseado em fatos e que sempre respeitou toda e qualquer classe política, social e religiosa. 

O Portal ainda acha desnecessária se tornar público a insatisfação com o conteúdo de determinado site e incluir o Portal Oeiras em Foco que editou a matéria referenciada o motivo do voto contra e à aprovação da abertura de crédito adicional especial, por operação de crédito, para que a prefeitura municipal utilize os recursos provenientes do projeto Avançar Pró-Transporte. 

Vale ressaltar que o princípio ético da imprensa é sempre ouvir as duas partes, mas esse critério quem define é o editor responsável pela publicação, ficando passível as penas sob a forma da lei. Mas que determinada situação não se pode envolver outros sites, ainda mais quando houve edição para cumprir o respeito e a ética profissional. 

Destacamos ainda a boa vontade em que teve o vereador, que mesmo sem ser em público realizou o pedido de desculpas ao Portal Oeiras em Foco pelo envolvimento na repercussão". 

Oeiras em Foco Verdade e Imparcialidade. 

O que diz o Mural da Vila 

“Ao longo dos seus 10 anos de atuação em o Portal Mural da Vila tem informado aos seus leitores de forma ética e responsável, não sendo guiado por opiniões de grupos, pessoas, entidades e organizações.

O Portal tem atuado com independência, verdade e responsabilidade sempre primando pelo bem informar.

O Portal Mural da Vila repudia todo e qualquer ataque a profissionais de imprensa que tem como objetivo levar os fatos da nossa cidade e região ao conhecimento da nossa população.

Lamentamos que, ainda nos dias de hoje, algumas autoridades tentem calar jornalistas, impetrando uma censura que parece ter sido herdada dos tempos da Ditadura Militar.”

Da redação Mural da Vila

O que diz o Mais Oeiras 

O site Mais Oeiras manifesta seu repúdio ao vereador Adalberon Morais, que usa de sua posição de poder, conferido pelo povo, para tentar intimidar veículos de mídia e jornalistas. A atitude do parlamentar é incompatível com o discurso de defesa da liberdade de expressão, pilar da democracia, salvaguardado pela Constituição Federal. Lamentamos que um representante da população utilize seu cargo para desqualificar o trabalho jornalístico, fundamental para os cidadãos e para a própria democracia.

Jadson Osório

Editor e repórter do site Mais Oeiras

O que diz o Folha de Oeiras 

O portal Folha de Oeiras preserva a isonomia no fazer jornalismo, assim como defende de maneira irrestrita a liberdade de imprensa. Inocentar e ou culpar não nos compete, porém nos posicionamos contrários a toda eventual tentativa que impossibilite profissionais no pleno exercício do bom jornalismo.

Redação Folha de Oeiras

Obs: O Portal Integração não foi procurado porque não replicou a matéria.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias