Mercadinho Frigoleme
Auto Escape J Wilson
Drogaria Horizonte
Santos Auto Escola
Malu Pneus
Lustosa Tur
Chaves Bebidas
Lojão do ciclista
Saúde

Após liberação, Oeiras não tem doses de vacina da gripe para toda a população.

As doses são enviadas pelo Ministério da Saúde, baseadas em metas.

03/06/2019 11h39Atualizado há 2 semanas
Por: Pablo Carvalho
Fonte: Redação Oeiras em Foco
(Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)

A partir desta segunda-feira (3), toda a população pode se vacinar contra a gripe, inclusive quem faz parte do público prioritário e que ainda não se vacinou. De acordo com o Ministério da Saúde, a vacinação vai continuar enquanto durarem os estoques da vacina.

Até a última sexta-feira (31), quando terminou a campanha nacional, quase 80% do público prioritário foi vacinado, o que representa 47,5 milhões de pessoas. Os grupos prioritários tiveram entre os dias 10 de abril e 31 de maio para se vacinar com exclusividade.

Mas a população de Oeiras não terá a vacina a disposição, a coordenadora de imunização do município de Oeiras ressaltou que foi autorizado para os municípios que tem essa disponibilidade de doses. As doses  são enviadas pelo Ministério da Saúde, baseadas em metas.

"É importante esclarecer que falam que a vacina foi liberada para toda a população, mas o Ministério da Saúde recomenda que deve ser disponibilizada em municípios que estão com disponibilidades de doses, hoje Oeiras não tem disponibilidade. A doses disponível hoje só é suficiente para atender a segunda etapa que é aplicada nas crianças, se aplicarmos em outros será insuficiente para imunizar essas crianças", finaliza Catarine.

Ainda segundo a coordenadora, Oeiras chegou em 70% dos grupos atingidos, mas ainda é um levantamento superficial porque tem unidades que ainda não enviaram os dados.

Até agora, seis estados já bateram a meta de 90%: Amazonas (98,5%), Amapá (98,5%), Pernambuco (93,6%), Espírito Santo (91,3%), Rondônia (90,4%) e Maranhão (90%). Os estados com menor cobertura são: Rio de Janeiro (63,7%), Acre (73%) e São Paulo (73,1%).

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias