Mercadinho Frigoleme
Malu Pneus
Chaves Bebidas
Auto Escape J Wilson
Lojão do ciclista
Lustosa Tur
Santos Auto Escola
Drogaria Horizonte
SINASCER Oeiras

Presidente do Sindicato dos Agentes de Saúde e Endemias de Oeiras vai a Brasília dialogar com deputados

Segundo presidente do SINASCER de Oeiras, foram colhidas assinaturas necessárias para debater a preservação dos direitos da classe.

30/05/2019 13h57Atualizado há 3 semanas
Por: Pablo Carvalho
Fonte: Redação Oeiras em Foco
Imagem do sindicato da classe em 2017 (Foto: Oeiras em Foco)
Imagem do sindicato da classe em 2017 (Foto: Oeiras em Foco)

O presidente do Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combates às Endemias do município de Oeiras esteve em Brasília para discutir sobre a reforma da previdência e garantir os direitos já conquistado para a classe. 

Segundo o mesmo a ida foi proveitosa, pois foi colhida a quantidade necessária de assinaturas de deputados para que possa fazer as emendas e assim garantir esses direitos conquistados através da emenda. 

O mesmo ressaltou ainda que não teve nenhum financiamento político para essa ida, e tudo é realizado de forma contribuitiva dos trabalhadores. 

Confira a entrevista abaixo: 

Antônio Neto, qual o intuito da sua da ida à Brasília ? 

- A nossa ida em Brasília, ela tem um sentido muito específico. É lá que se concentra a organizações dos poderes, é lá onde acontece as fases de execuções dos projetos, seja ele de esfera municipal, estadual e nacional. Então vejo que, nossa situação numa reforma da previdência como essa tínhamos que mostrar, falar, explanar aos políticos, os deputados, que é eles que votam e fazem esses projetos acontecerem, discutir diretamente com esses deputados as manutenções dos direitos que conseguimos ao logo da nossa carreira. 

Que direitos por exemplo que a classe perderia com a nova previdência? 

Insalubridade...aposentadoria especial, porque afetaria diretamente a esses trabalhadores, nós perderia a aposentadoria especial. Então fomos buscar e garantir com esses deputados através da emenda, porque lá tem esse processo da emenda para chegar até a PEC, e conseguimos as assinaturas suficientes para esse coro, que é no mínimo 171 assinaturas dos deputados federais. 

Como foi idealizada essa visita? Houve outros sindicatos juntos, ou teve alguma influência política que pudesse viabilizar? 

Muito boa sua pergunta... porque a nossa organização de trabalhadores é independente, a gente não tem nenhum vinculo com partido político, apenas simplesmente trabalha de forma contribuitiva pelos próprios trabalhadores e é isso que mantém o movimento nas buscas de seus direitos. Pensamos que a partir do momento que o político financia os trabalhadores, perdemos também direito e força. 

Qual o resumo ida à Brasília?

- O resumo que a gente faz e que é necessário e importante que as organizações de trabalhadores não podem tirar o foco. As manifestações locais é simplesmente uma notoriedade dos manifestos que fazemos dentro do próprio município e dentro do estado, mas lá em Brasília e onde sai os planos e executa essas ações.

Considerações Finais

Eu quero agradecer pela entrevista e dizer que, a categoria quando trabalha de forma organizada e unida, focada, ela continua conquistando espaço e adquirindo seus direitos.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias