Data Picos
Lustosa Tur
Malu Pneus
Auto Escape J Wilson
Lojão do ciclista
Santos Auto Escola
Chaves Bebidas
Drogaria Horizonte
Mercadinho Frigoleme
E Oeiras ?

Francisco Costa relata situações de hospitais regionais mas não cita Oeiras

Deputado disse que divide em quatro regiões, Teresina, Parnaíba, Floriano e Picos.

29/05/2019 18h40
Por: Pablo Carvalho
Fonte: Ascom
Deputado Estadual Francisco Costa. (Foto: Reprodução)
Deputado Estadual Francisco Costa. (Foto: Reprodução)

Em pronunciamento na Assembleia Legislativa, o deputado estadual Francisco Costa falou da importância das incursões da Comissão de Saúde aos hospitais regionais para que mais parlamentares tenham conhecimento da real situação dos serviços de saúde no estado. Para o parlamentar, não se pode avaliar uma gestão como ruim, se não for feita uma análise, levando em consideração como era a assistência à saúde até bem pouco tempo com o que temos hoje em todas as macrorregiões do estado.

“Quando dividimos o estado em quatro macrorregiões, levamos para outros municípios como Floriano, Parnaíba e Picos serviços de saúde de alta e média complexidade que antes só eram oferecidos em Teresina. Além disso, em um esforço conjunto com o ministro de Saúde da época, Marcelo Castro, e com o prefeito Firmino Filho trouxemos novos recursos para incrementar os gastos que eram feitos no HUT”, disse Costa.

Ao citar o Hospital Regional Tibério Nunes de Floriano, o deputado lembrou os avanços obtidos nos últimos anos naquela unidade de saúde, citando-o como o principal hospital do Sul do Piauí e que graças a seus profissionais e os investimentos para lá carreados, abriu novos serviços se consolidando uma capacidade instalada com um maior potencial resolutivo, mas avalia que junto com os avanços também cresceu a procura e por isso a superlotação.

“Referência em assistência de urgência e emergência, o Tibério Nunes dispõe de um centro por imagem com vários equipamentos, inclusive tomógrafo. Ressaltamos também a implantação dos serviços neurocirurgia, que evita consideravelmente as transferências para a capital”, explicou Francisco Costa.

O Deputado concluiu dizendo que é necessário reconhecer os problemas, apontando uma saúde conjunto mencionando as bancadas estadual e federal na busca de mais recursos para a saúde e que estará sempre empenhado em colaborar com o desenvolvimento de políticas públicas de saúde, independentemente do papel que esteja exercendo, seja no como gestor, fazendo referencia de quando era secretário estadual de saúde, seja como parlamentar.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias