Segunda, 02 de Agosto de 2021 12:30
89 988029890
Oeiras Polícia

Homem acusado de assassinar pai e filho em Santa Rosa é preso em Picos

O crime chocou a região de Oeiras por conta dos requintes de crueldade aplicados pelo mesmo.

15/07/2021 18h35
Por: Pablo Carvalho Fonte: Redação Oeiras em Foco
Pai e filho foram mortos com requintes de crueldade (Foto: Polícia Civil)
Pai e filho foram mortos com requintes de crueldade (Foto: Polícia Civil)

A Polícia Civil do Piauí, através da Delegacia de Homicídios/Tráfico de Drogas/Latrocínio (DHTL) e a Diretoria de Inteligência da Polícia Civil de Picos, realizou na tarde desta terça-feira (13), a prisão de A. G. A., acusado do duplo homicídio contra pai e filho ocorrido no dia 15 de junho de 2014, na zona rural do Município de Santa Rosa do Piauí, na região Sul do estado.

O acusado estava foragido da justiça e já havia sido preso em outubro do mesmo ano, por suspeitas de participação do crime, que  chocou a região de Oeiras por conta dos requintes de crueldade aplicados pelo foragido.

Relembre o caso

A. G. A., junto com seu irmão, F.G.N, desferiu pelo menos 3 disparos de revólver contra José Maria Leal Borges, de 53 anos. Após neutralizar a vítima, o preso ainda golpeou o seu rosto com um facão. Na mesma situação, Jossiel Mendes Borges de 27, filho de José Maria, foi assassinado pelos irmãos com disparos de espingarda. 

Jossiel, após presenciar o homicídio de seu pai, pulou um muro para tentar fugir, mas foi contido pelos homicidas, sendo atingido por um disparo de arma de fogo nas costas e por golpes de facão, que chegaram a partir ao seu crânio.  

De acordo com a Polícia Civil, o motivo do crime está atrelado às desavenças entre famílias, que se intensificaram com o desaparecimento de alguns porcos dos acusados. 

A. G. A foi condenado a 21 anos de reclusão em regime inicialmente fechado, enquanto F.G.N , que segue foragido da justiça, foi condenado a 34 anos de reclusão.

Lei de Abuso de autoridade

A Lei de Abuso de autoridade de autoria do Senador Renan Calheiros e aprovada pelo congresso nacional em 26 de abril de 2017, proíbe através do art. 13 inc.I, que a imprensa divulgue nomes, exiba todo ou parte do corpo e algo que venha constranger o preso e/ou  detento à curiosidade pública, exceto em flagrante da imprensa no local e ou transporte do mesmo.

A sociedade é muito importante, quando decide anonimamente denunciar roubos, agressões ou qualquer tipo de infração. Para que isto seja possível, basta acessar o aplicativo da Polícia Civil de Oeiras. A identidade será mantida em absoluto sigilo. As denúncias podem ser feita através do 190 e do WhatsApp (89) 988029541 da Polícia Militar, ou através do endereço eletrônico http://bit.ly/denunciapcoeiras.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias