Segunda, 14 de Junho de 2021 02:42
89 988029890
Esporte Libertadores

Conmebol nega pedido e River Plate deve ter jogador de linha como goleiro

Time de Gallardo sofre surto de Covid-19.

18/05/2021 18h29
Por: Pablo Carvalho Fonte: globoesporte.com
ateral Casco costuma jogar como goleiro nos
ateral Casco costuma jogar como goleiro nos "rachões" e é opção para Gallardo (Foto: Reprodução)

A Conmebol negou o pedido do River Plate para que o time possa inscrever dois novos goleiros na sua lista da Libertadores. Com a decisão, o time de Marcelo Gallardo deve ter apenas 10 jogadores disponíveis e terá que escalar um jogador de linha no gol para a partida contra o Independiente Santa Fe, nesta quarta-feira, pelo Grupo D da competição. A opção mais provável é o lateral Milton Casco.

A Conmebol e o River Plate ainda não se manifestaram oficialmente. No entanto, veículos de toda a imprensa argentina garantem que a entidade sul-americana recusou o pedido do Millonario, que queria incluir os goleiros Alan Leonardo Díaz e Agustín Gómez para o jogo desta quarta. O time de Marcelo Gallardo tem 25 casos de coronavírus registrados, e todos os quatro goleiros inscritos na Libertadores testaram positivo.

Opção mais provável para atuar como goleiro, Casco tem 1,70m, de acordo com sua ficha no site oficial do River Plate. A imprensa argentina cita outras opções que Gallardo tem para escalar como goleiro, como os zagueiros Jonatan Maidana e Tomás Lecanda e o meia Jorge Carrascal. No entanto, Casco costuma jogar na posição nos treinos recreativos.

No Superclássico com o Boca, no último domingo, Gallardo teve a opção de relacionar jovens da base. Isso não foi possível na Libertadores. A Conmebol permitiu a inscrição de até 50 jogadores para as suas competições, com substituições permitidas apenas no mata-mata. No seu item 5.1.12.6, o documento é claro:

"O número mínimo de jogadores necessários para um Clube participar de uma partida da CONMEBOL Libertadores é de 7 jogadores da Planilha da Partida (Escalação)", diz o regulamento da Libertadores

O treinador do River, no entanto, preferiu fazer uma lista com apenas 32 nomes, dentre eles quatro goleiros: Franco Armani, Enrique Bologna, Germán Lux e Franco Petroli. Todos testaram positivo para Covid-19 no último sábado e não estão disponíveis.

Conmebol não quis abrir um precedente e negou o pedido do time argentino para inscrição de dois novos goleiros. Segundo a imprensa argentina, a entidade entende que deu recursos suficientes para o River Plate evitar a situação, com a opção de ter 50 jogadores na sua lista e a vacinação da delegação, oferecida quando o clube jogou em Assunção no último dia 6, e recusada pela equipe.

Com o volante Enzo Pérez e o zagueiro Pinola lesionados, Marcelo Gallardo tem apenas 10 jogadores da lista de inscritos na Libertadores à disposição. O treinador vive a expectativa de recuperar os dois atletas para escalá-los contra o Santa Fe. O meio-campista sofreu problema muscular contra o Boca, e o defensor se recupera de fratura sofrida ainda em março.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias