Terça, 20 de Abril de 2021 03:14
89 988029890
Esporte São Paulo

Empréstimos, parcelamentos e atletas livres: a estratégia do São Paulo para reforçar o elenco

Tricolor acertou com seis jogadores e pagou pela compra de apenas um deles.

21/03/2021 18h18
Por: Pablo Carvalho Fonte: globoesporte.com
Empréstimos, parcelamentos e atletas livres: a estratégia do São Paulo para reforçar o elenco

O São Paulo entrou em 2021 com dificuldade financeira na busca de reforços para o técnico Hernán Crespo. Diante disso, o clube apostou na contratação de jogadores por empréstimo, atletas livres e buscou parcelar pagamentos dos investimentos em compensações financeiras.

Nesse contexto, Orejuela foi o único dos seis reforços pelo qual o São Paulo investiu na compra dos direitos econômicos. Benítez (houve compensação financeira no empréstimo), Bruno Rodrigues (empréstimo), Miranda, Éder e William (livres) foram acertados de maneiras diferentes (veja caso a caso abaixo).

Antes da contratação de Crespo e sua comissão técnica, o orçamento do São Paulo previa R$ 37 milhões em investimentos de jogadores para 2021. Esse número diminuiu (não há confirmação de quanto o clube dispõe no momento).

Veja as contratações:

Bruno Rodrigues: o atacante foi contratado por empréstimo até o fim do ano, com opção de compra fixada por valores não revelados. Ele pertence ao Tombense, do empresário Eduardo Uram, e estava na Ponte Preta.

Bruno Rodrigues é apresentado no São Paulo — Foto: Reprodução/Twitter

Orejuela: foi o único investimento em compra de direitos econômicos feito pelo São Paulo até agora em 2021. O clube comprou 50% dos direitos do lateral ex-Cruzeiro por valores mantidos em sigilo. Ele assinou contrato até março de 2025.

Orejuela foi contratado pelo São Paulo — Foto: Divulgação

Miranda: o zagueiro acertou o retorno ao Morumbi com contrato até o fim de 2022. Ele estava livre, depois de o clube chinês Jiangsu Suning encerrar atividades. O São Paulo pagará um salário fixo com bônus por produtividade.

Miranda, do São Paulo, no estádio do Morumbi — Foto: Divulgação/saopaulofc.net

Benítez: o meia estava no Vasco e acertou empréstimo com o São Paulo até dezembro. O Tricolor vai pagar 300 mil dólares (cerca de R$ 1,6 milhão) de forma parcelada ao Independiente pelo empréstimo: 50% na primeira e os outros 50% em duas adicionais. Benítez treina no CT da Barra Funda e espera um acerto entre Vasco e São Paulo pela compensação da liberação antecipada do contrato do jogador, válido até junho, para ser anunciado.

Benitez, ex-Vasco, já treina no São Paulo — Foto: André Durão

William: o meia, ex-Palmeiras, estava no Toluca, do México, e assinará até o fim do ano. Ele também foi acertado apenas com pagamento de salários. O jogador desembarcou no Brasil nesta semana e fez exames médicos. Os resultados das avaliações poderão sair na segunda-feira, um dos trâmites finais para o anúncio.

Éder: assim como Miranda, o atacante, ex-Jiangsu Suning, da China, também estava livre e deverá assinar por dois anos. Ou seja, novamente o Tricolor não investiu na compra dos direitos econômicos e acertou o reforço de 34 anos pelos salários.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias