Terça, 20 de Abril de 2021 03:45
89 988029890
Oeiras Prisão Domiciliar

Justiça concede prisão domiciliar a homem que tentou matar ex-companheira em Oeiras

Ele estava preso na penitenciária de Oeiras desde o dia 01 de fevereiro, após se apresentar à polícia acompanhado do seu advogado .

26/02/2021 16h32
Por: Pablo Carvalho Fonte: Redação Oeiras em Foco
(Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)

O Mecânico conhecido por "Seu Hélio", acusado de tentar matar a sua ex-companheira a pauladas no dia 24 de janeiro, teve sua prisão domiciliar decretada nesta quinta-feira (25) de fevereiro. Ele estava preso na penitenciária de Oeiras desde o dia 01 de fevereiro, após se apresentar à polícia acompanhado do seu advogado .

Segundo informações obtidas pelo Portal Mural da Vila, sua pediu a revogação da prisão, o acusado tem alguns problemas de saúde que não podem ser tratados na penitenciária, além de alguns atrasos processuais.

Após quase um mês na prisão, o mecânico foi colocado em prisão domiciliar, pelo juiz Osvaldo Curica, com parecer favorável do Ministério Público. "Seu Hélio" deverá permanecer dentro de casa em tempo integral, só podendo deixar a residência mediante a autorização judicial. Caso não sejam cumpridas as regras, "Seu Hélio" poderá voltar ao estabelecimento prisional.

Entenda o Caso

O caso aconteceu no conjunto habitacional conhecido como "Conjunto invadido", localizado entre os bairros Rosário e Canela, na tarde do último domingo, 24 de janeiro. O mecânico, ex-companheiro de Aurenice Borges da Silva, com quem mantinha um relacionamento extraconjugal invadiu a sua residência, arrebentando a porta da cozinha e a agrediu com vários golpes de pauladas, provocando profundos cortes em sua cabeça. Socorrida pelo SAMU a mulher foi encaminhada em estado grave para a UPA onde passou por diversos exames para diagnosticar a gravidade das lesões.

Esta não foi a primeira vez que Aurenice Borges da Silva foi vítima de agressão por parte do seu ex-companheiro com quem tem dois filhos. Todavia, muitas dessas denúncias ainda não foram julgadas pela justiça. A causa das agressões é o fato de que o homem não aceita o fim do relacionamento. Após agredir a companheira, o mecânico que é bastante conhecido no bairro Rosário empreendeu fuga.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias