Quinta, 29 de Outubro de 2020 15:51
89 988029890
Brasil Acusação Falsa

IBAMA colocando fogo na Floresta Amazônica é fato ou fake? O Oeiras em Foco verifica

As chamas eram parte de uma queimada preventiva, prática que a lei autoriza justamente para prevenir incêndios florestais.

17/09/2020 11h03 Atualizada há 1 mês
Por: Pablo Carvalho Fonte: Redação Oeiras em Foco

Um vídeo que viralizou nas redes sociais nos últimos dias foi de brigadistas do IBAMA colocando fogo na floresta Amazônica no estado do Maranhão. Após inúmeros questionamentos ao Portal Oeiras em Foco, a nossa redação foi apurar o fato.

O vídeo que mostra labaredas consumindo um mato na beira de uma estrada no estado Maranhão tem circulado nas redes sociais como se fosse prova de um incêndio criminoso iniciado por fiscais do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), para culpar o governo Bolsonaro.

Adivinha quem está tocando fogo para todo lado? Será que é pra derrubar o governo Bolsonaro? Eu não duvido de nada, diz o homem no vídeo, veja:

Mas não é isso! Porém,o vídeo é verdade: as chamas eram parte de uma queimada preventiva, prática que a lei autoriza justamente para prevenir incêndios florestais. O nome é 'contra-fogo', essa prática visa que o fogo faça a linha de queimada, tipo de aceiro, para quando os focos de incêndios se encontrarem sessar.

No caso desse vídeo brigadistas do IBAMA com apoio de agentes da Funai, da Polícia Militar maranhense e de voluntários, a queimada controlada foi realizada no dia 20 de junho pelo Ibama nas margens da rodovia MA-280, em um perímetro que compreende o território indígena do povo Krikati. Esse procedimento está assegurado na Lei 12.651/2012, as queimadas controladas precisam de aprovação do órgão estadual ambiental competente.

A ação durou cinco horas, das 9h às 14h, e não “não houve nenhuma intercorrência”. Essas informações foram encontradas pela redação no relatório disponibilizado pelo IBAMA no seu sítio eletrônico.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias