Sábado, 26 de Setembro de 2020 02:36
89 988029890
Oeiras Descaso

Cotada para o início do ano, reforma da Emater de Oeiras ainda não iniciou

Prédio e veículos mostram o descaso no Instituto de Assistência Técnica de Extensão Rural do Piauí em Oeiras.

10/09/2020 17h00 Atualizada há 2 semanas
Por: Pablo Carvalho Fonte: Redação Oeiras em Foco
Prédio da Emater ainda não teve reforma iniciada (Oeiras em Foco)
Prédio da Emater ainda não teve reforma iniciada (Oeiras em Foco)

A sede do polo do Instituto de Assistência Técnica de Extensão Rural do Piauí em Oeiras vive um dilema sem fim. O prédio em Oeiras precisa de reforma, mas entra e sai governos e só fica no papel.

O governador do Piauí, Wellington Dias, assinou ainda no dia 24 de janeiro em Oeiras, a autorização para que o Instituto de Assistência Técnica do Estado do Piauí (Emater-PI) realizasse o processo licitatório para a tomada de preço da reforma dos prédios de Oeiras, Valença e Floriano.

No dia 14 de fevereiro, o diretor-geral do Emater-PI, Francisco Guedes, autorizou a publicação do edital de licitação, que já foi concluído em março, mas a obra nunca foi iniciada.

A redação do Porta Oeiras em Foco esteve no local, para verificar a situação do prédio, e foi encontrado, banheiros sem condição de uso, auditório abandonado, reboco próximo do solo todo o prédio deteriorado e a maioria dos carros parados sem nenhuma condição de uso.

Aliás os carros do Instituto de Assistência Técnica de Extensão Rural do Piauí em Oeiras, estão na sua maioria, em uma área descoberta em um terreno baldio que fica no fundo prédio. A garagem coberta que deveriam está os carros da Emater-PI, parte dela estavam os carros dos funcionários.

O que diz Emater -PI

O Portal Oeiras em Foco procurou o diretor-geral do Emater-PI, Francisco Guedes, e informou sobre repassou o conteúdo da matéria, descrevendo a situação atual do prédio. Segundo ele, a obra ainda não saiu devido a contingência da resolução da comissão de gestão financeira do Governo do Estado em função da pandemia do coronavírus.

"O processo licitatório da obra foi concluída em março e não foi dado a ordem de serviço por contingência da resolução da comissão de gestão financeira do Governo do Estado em função da pandemia do coronavírus. Mas, com a retomada das atividades governamentais, a comissão já autorizou reiniciar o processo. Nossa expectativa é de iniciar as obras dessa reforma neste mês de setembro", finalizou Guedes.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias