Terça, 29 de Setembro de 2020 03:21
89 988029890
Oeiras Bola de Neve

Por falta de recursos novo campus da UESPI atrasa e não será entregue agora em setembro

Em maio desta ano o deputado falecido Assis Carvalho, garantiu que a obra seria entregue nesse mês.

08/09/2020 17h26 Atualizada há 3 semanas
Por: Pablo Carvalho Fonte: Redação Oeiras em Foco
(Foto: Oeiras em Foco)
(Foto: Oeiras em Foco)

O novo campus da UESPI está sem data para ser entregue. O Portal Oeiras em Foco esteve no local nesta terça-feira (08), para apurar o motivo do atraso da obra que o deputado recém falecido, Assis Carvalho, garantiu ainda em maio deste ano que o novo campus da UESPI seria entregue agora neste mês de setembro.

Com solenidade de assinatura acontecida no dia 17 de dezembro de 2016 no campus Possidônio Queiroz, em Oeiras, e com prazo de execução de 365 dias a partir do recebimento da Ordem de Serviço e Nota de Empenho pela Empresa Érica Construções LTDA, a obra já soma 2 anos e 08 meses de atraso.

Em maio, o deputado federal revelou ao Porta Oeiras em Foco que mais emenda por parte dele estava garantida para aquisição de equipamentos para a infraestrutura da universidade. "O valor para a execução da obra já tem, ponto... agora garantimos mais recursos para à aquisição de equipamentos como carteiras, laboratórios, itens para sala de aula, no que se trata para garantir o funcionamento do campus estamos adquirindo", revelou Assis Carvalho na época.

Quando há algum atraso em qualquer execução de um projeto ele tem de ser alterado, isso encarece os custos de execução, o valor da mesma deve sair mais alto do que o assinado no orçamento inicial. A obra do novo campus da UESPI já chegou a mais de 90% da sua execução de projeto. Mas de maio para cá houve uma paralisação na obra e não há nova previsão para que seja entregue.

O portal Oeiras em Foco constatou que na obra só havia um pedreiro e um ajudante trabalhando no reboco da fachada do prédio de entrada, e não havia mais nenhum outro funcionário da Empresa Érica Construções no Local. Questionado se havia mais alguém trabalhando esses dias no local, o pedreiro disse que "a obra teve um período em que tinha muita gente trabalhando no reboco, mas a empresa disse informaram para eles que estavam sem recurso e teve que parar, disse o trabalhador que não quis se identificar.

O que diz a UESPI

O reitor da Universidade Estadual do Piauí (UESPI), Nouga Cardoso Batista disse que participou de uma reunião na terça-feira (1), juntamente com o o pró-reitor de Administração, Pedro Soares, e o deputado estadual Francisco Costa, para discutir a retomada da construção do novo campus de Oeiras. Segundo ele foi encaminhado um documento informando os valores atualizados para a conclusão da obra.

“O encaminhamento foi que a UESPI fará o envio ao Governo do Estado de um documento informando os valores atualizados para a conclusão da obra. Essa é uma importante notícia para todos e, em especial, para a sociedade de Oeiras e a comunidade docente do campus Possidônio Queiroz”, afirmou o reitor.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias