Terça, 11 de Agosto de 2020 04:39
89 988029890
Oeiras Economia em Oeiras

Setores não autorizados reabrem antes da data; Prefeitura pede 'calma'

O setor mais encontrado foi de alimentação. Mesmo com mesas distantes umas das outras e a espaço livre.

31/07/2020 15h33 Atualizada há 1 semana
Por: Pablo Carvalho Fonte: Redação Oeiras em Foco
Movimentação em frente Caixa Econômica de Oeiras às 07 horas (Foto: Carlinhos Galera)
Movimentação em frente Caixa Econômica de Oeiras às 07 horas (Foto: Carlinhos Galera)

Na manhã de hoje a redação do portal Oeiras em Foco pode verificar várias empresas que ainda não foram autorizadas a reabrir funcionando no centro comercial de Oeiras e alguns bairros mais afastados. No centro comercial como a rua Zacarias de Goes, Av. Cândido Aleixo, José Tapety e praça Costa Alvarenga e Rocha Neto. O setor mais encontrado foi de alimentação. Mesmo com mesas distantes umas das outras e a espaço livre. Da mesma forma no Mercado Municipal Dona Lili.

Na Avenida Transamazônica a situação estava ainda pior, mesas com 4, 5 pessoas se alimentando e bebendo dentro do estabelecimento, com ventilação comprometida. Questionamos um senhor que estava no bar e ele disse que "confio em Deus, você não tem fé? Se for pra pegar vai pegar!", rechaça o cliente.

Ao ser questionada, a dona do estabelecimento, que o portal não vai citar nome nem do estabelecimento e nem do proprietário por respeito ao comerciante, justificou que o decreto municipal disse que podia abrir.

"Eu acho que não estou errada, porque a prefeitura disse que dia 20 de julho em diante os restaurantes já podiam abrir, e a gente esperou muito tempo pra isso, precisamos sobreviver porque eu mesmo não tenho nenhuma outra renda". E ao ser questionada sobre a venda da bebida ela continuou: "a bebida não pode? Fala isso lá? Sei lá, mas se o problema for esse tá resolvido".

Torno da Praça Rocha Neto às 07:40 da manhã (Foto: Carlinhos Galera)

O Decreto Municipal de Retomada Gradual das Atividades do Comércio em Oeiras, publicado no dia 10 de julho, realmente cita que no seu item 2.5 do Anexo I, referente ao Grupo 1, que a partir de 20 de julho poderia reabrir atividades voltadas essencialmente à alimentação (exceto bares).

Porém um Decreto Estadual mais recente, publicado em 22 de Julho de 2020, onde dispõe sobre a adequação do Calendário de Retomadas das Atividades Sociais e Econômicas, decreta para todo o estado do Piauí que no caso do setor de alimentação e bares de forma presencial só poderá abrir a partir do dia 17 de agosto, seguindo todas as regras de sanitização.

O que diz a prefeitura Municipal de Oeiras

Em entrevista o prefeito de Oeiras, José Raimundo (PP-PI), relatou que sempre vem mantendo contato com órgãos de fiscalização para que sejam cumpridas as normas de reabertura, e pediu calma aos comerciantes que todo mundo vai ter sua hora de reabrir assim como a conscientização da população para que continuem seguindo as recomendações e protocolos dos órgãos de saúde.

"Sempre respeitando o Decreto Estadual que autorizou a reabertura de alguns setores, a gente tem observado de segunda-feira pra cá, talvez pela ansiedade, e por ser uma cidade que gravita em torno de Oeiras 14 municípios, eu sempre círculo na cidade e sempre me comunico com a Vigilância Sanitária e com a Polícia Militar para evitar o excessos, alguns setores como restaurantes com mesas e bebidas alcoólicas quero ressaltar que não é o momento ainda, todo mundo vai chegar sua hora seguindo o decreto do Governo Estadual".

"Mas quero colocar e deixar o nosso povo tranquilo porque a nossa saúde vem trabalhando muito bem e já estando em movimentação nesse sentido para que a Unidade Específica do Covid-19 funcione aos sábados e domingo por exemplo. No fim de semana o número de infectado cai porque as pessoas estão buscando mais nossa unidade, isso é bom. Agora não podemos relaxar as medidas de isolamento, de higienização desde comércio pequeno ao grande, vai ser uma rotina e temos que se adaptar a isso, é importando seguir as normas da OMS e as etapas de reabertura do comércio, é ele que regulamenta esse calendário", finalizou José Raimundo.

O que diz a Vigilância Sanitária

A Vigilância Sanitária reforçou que durante a reabertura gradual do comércio tem chamado os comerciantes para o diálogo, mostrando os protocolos que devem ser implantados para a reabertura dos seus estabelecimentos para que tudo ocorra da melhor forma possível.

A nota diz ainda que, os decretos municipais tudo é em consonância com os publicados pelo Governo do Estado, e como houve um novo decreto estadual em relação ao municipal, o órgão já está trabalhando para adequar isso em Oeiras, e que no caso do assunto abordado na matéria, a previsão de abertura é somente em agosto.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias