Sábado, 04 de Julho de 2020 11:46
89 988029890
Geral Saúde

TJ-PI determina que profissionais da saúde não entrem em greve

Segundo a justiça, a greve compromete a atividade pública, principalmente no momento da pandemia.

25/06/2020 17h55
Por: Pablo Carvalho Fonte: Viagora
TJ-PI determina que profissionais da saúde não entrem em greve

Nesta quinta-feira (25), o desembargador do Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI), Brandão de Carvalho, determinou que Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Saúde Pública do Piauí (Sindespi), e o Sindicato dos Enfermeiros, Auxiliares e Técnicos de Enfermagem do Piauí (Senatepi), encerrasse a greve dos profissionais da Saúde  no Piauí.

Na decisão, o desembargador considerou que a greve deflagrada pelos profissionais da Saúde em todo o estado compromete a atividade pública, principalmente no momento da pandemia em que há a necessidade de mais profissionais nos hospitais.

Conforme a determinação do magistrado, está proibida a paralisação dos profissionais da Saúde, sob o pagamento de R$ 10 mil por dia caso as atividades não sejam retomadas.

“A proibição de paralisação das categoriais dos profissionais de saúde do Estado do Piauí, a fim que cumpram integralmente, sem qualquer restrição, o seu dever legal de exercer as atividades próprias dos cargos que ocupam, suspendendo-se o movimento ora impugnado, sob pena de cominação de multa diária no valor de R$ 10.000,00 (dez mil reais)”, diz o desembargador na decisão.

Ainda segundo o desembargador, o Estado deve manter as condições possíveis para o trabalho dos profissionais da Saúde, como o fornecimento dos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs). Os profissionais deflagram greve alegando falta de EPIs, promoção e pagamento da insalubridade de 40%.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias