Domingo, 31 de Maio de 2020 21:36
89 988029890
Oeiras Oeiras

Oeiras sedia o I Fórum do Desenvolvimento Econômico e Social do Vale do Canindé

O I Fórum do Desenvolvimento Econômico e Social do Vale do Canindé, realizada pela diretoria de Planejamento Territorial, da Secretaria de Planejamento do Estado (Seplan) e pelo Conselho de Desenvolvimento Territorial

11/05/2020 18h42
Por: Pablo Carvalho Fonte: Redação Oeiras em Foco
Oeiras sedia o I Fórum do Desenvolvimento Econômico e Social do Vale do Canindé

Aconteceu na última sexta feira (08), o I Fórum do Desenvolvimento Econômico e Social do Vale do Canindé, realizada pela diretoria de Planejamento Territorial, da Secretaria de Planejamento do Estado (Seplan) e pelo Conselho de Desenvolvimento Territorial, com o apoio da SAF, Emater e outras instituições.

O Fórum, que reuniu aproximadamente 60 participantes, discutiu sobre os impactos da Covid-19 no desenvolvimento econômico dos territórios, com representantes de diversas segmentos da sociedade, incluindo órgãos estaduais, municipais, Sebrae, sindicatos dos trabalhadores e trabalhadoras rurais, associações, cooperativas e movimentos sociais.

O Secretário da Agricultura Familiar, Hérbert Buenos Aires, destacou na abertura do Fórum, as prioridades da SAF no apoio à produção de alimentos, na comercialização dos produtos, observando as dificuldades na realização das feiras e o trabalho específico no combate à pandemia, como incentivos na confecção de máscaras e outros equipamentos de prevenção e o mais urgente nesse momento, ajudar a quem pequenos agricultores e agricultoras no acesso ao auxílio emergencial, com ação que deve ser operacionalizado nos próximos dias.

A superintendente de planejamento estratégico territorial da Seplan, Rejane Tavares, ressalta, que a iniciativa da secretaria de planejamento em promover os Fóruns, surgiu a partir de uma demanda do Território da Serra da Capivara, após constantes diálogos com conselheiros dos conselhos de Desenvolvimento Territorial, prefeitos e representantes do comercio local, quando foi constatada a necessidade de realizar um debate mais estruturado e organizar pequenos planos de enfrentamento à Covid-19.

“Este foi o primeiro Fórum, a partir da próxima semana teremos encontros de dois territórios por semana, promovendo o mesmo debate e fazendo os encaminhamentos para pós crise, afim de dinamizar a economia local, através de incentivos ao empreendedorismo, ao processo de organização de grupos representativos como da agricultura familiar, grupos produtivos de mulheres, do comércio e das atividades econômicas, por meio de parcerias das secretarias bem como da sociedade civil” pontuou Tavares.

O superintendente Francisco das Chagas Ribeiro, destacou as ações que a SAF desenvolve no Vale do Canindé, , como o Crédito Fundiário, que conseguiu atuação em 10 dos 17 municípios do território, implantando nestas cidades 47 projetos, atendendo a 1.139, famílias com um investimento aproximado de R$ 18 milhões; o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), com uma atuação forte em 11 municípios e mais de R$ 530 mil,aplicados.

“O Projeto Viva o Semiárido (Pvsa), apoiado pelo Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (Fida) e que tem maior capilaridade no território, já atuou em 14 municípios, beneficiando 40 associações e duas cooperativas de Simplício Mendes. O Pvsa aplicou mais de R$ 11 milhões só na área produtiva e trabalhou também na educação contextualizada, capacitando 319 professores de 12 municípios e 24 escolas. além disso, o projeto investiu na juventude em todos os municípios do território,ajudando a capacitar 528 jovens”, concluiu Ribeiro.

Na avaliação de Levi Lustosa, agente de desenvolvimento territorial da Seplan, o fórum foi o início de uma nova oportunidade de comunicação e cooperação nas discussões entre a sociedade e o poder público, com o intuito de ajudar na formação de saídas estratégicas da situação vivida pela pandemia provocada pelo novo Corona vírus. “Considero o evento positivo, conseguindo vencer a barreira do distanciamento imposto pelo pandemia, através do uso de novas tecnologias em um ambiente que aproximou pessoas das mais distantes cidades do território”.

Participaram da reunião, representantes da SAF, Instituto de Assistência Técnica de Extensão Rural do Piauí (EMATER-PI), Serviço de Apoio às Micros e Pequenas Empresas do Piauí (Sebrae), Instituto Federal do Piauí (IFPI) de  Oeiras, Ministério Público do Estado do Piauí (MPPI), Defensoria Pública do Piauí, Prefeituras e Câmaras Municipais, Fundação Dom Edilberto Dinkelborg (Funded), Fraternidade São Francisco de Assis (FFA), Congresso Médico Acadêmico do Piauí (Comapi), Câmara de Dirigentes Lojistas de Teresina (CDL),  Ascom de Oeiras, Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado do Piauí (FETAG-PI), Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA), entre outras

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias