Domingo, 05 de Julho de 2020 06:31
89 988029890
Oeiras Política

Assis Carvalho chama posição de B.Sá sobre isolamento social de 'genocida'

B. Sá disse que é a favor do isolamento dos grupos de riscos, e colocar as pessoas quem tem um bom desenvolvimento imunológico para desenvolver suas atividades.

02/04/2020 08h46 Atualizada há 3 meses
Por: Pablo Carvalho Fonte: Redação Oeiras em Foco
(Foto: Oeiras em Foco)
(Foto: Oeiras em Foco)

O deputado federal Assis Carvalho (PT) chamou a posição do ex-deputado federal e ex-prefeito, B. Sá de "genocida", termo classificado para quem quer o fim, destruir ou acabar com todo um grupo ou parte dele.

Em entrevista, o líder político B. Sá disse que é a favor do isolamento dos grupos de riscos, e colocar as pessoas quem tem um bom desenvolvimento imunológico para desenvolver suas atividades, evitando assim que a economia entre em colapso e haja uma decadência desastrosa na questão social do povo.

B. Sá criticou ainda alguns serviços essenciais determinados em decretos. "Eu não entendo como classifica o trabalho de caminhoneiro como essencial se a borracharia, os restaurantes estão fechados. Coloca os grupos de risco em isolamento total e outra parte da população vai pra rua. Tenho certeza que milhares de pessoas em Oeiras já contraiu o vírus e talvez não tenha tido sintoma algum, já tivemos várias outras pandemias muito mais letais que essa", explanou o ex-deputado.

Já o atual deputado federal Assis Carvalho classificou a posição do líder político B. Sá de genocida, e que ele deveria pensar antes de falar.

"O que um amigo ou correligionário fala lá no bar do Sérgio, ou na esquina da sua casa é uma coisa, o que uma pessoa que já foi deputado, ex-prefeito de Oeiras, é líder político fala é outra coisa, ele tem que ser responsável, pensar nas pessoas. Creio eu que não é por desinformação, é por maldade, não quer o bem de seu povo".

Assis Carvalho questionou o B. Sá sobre o isolamento vertical. "Eu lhe pergunto, como faz esse isolamento vertical? Ele tem seu cantinho lá, ótimo, se isola e tudo bem, agora como é que a vovó que tem seu filho, seu neto e eles saem pra trabalhar contraem o vírus, chegam em casa dividem o mesmo cômodo se isola? Temos que pensar no povo. Porque ele não arrisca dialogar com o povo na rua? O que vale para os outros não vale para ele? “Bota a população para trabalhar” não inclui os ricos, que continuarão isolados, enquanto os pobres se exporiam ao vírus, na falsa base de que sobreviveriam por terem já nascido no meio de germes e supostamente terem adquirido anticorpos".

O mesmo termina citando um trecho da fala do Papa Francisco e diz está junto na missão de defender o isolamento social total.

"O papa Francisco disse: [”Sabemos que defender as pessoas causa um desastre econômico. Seria triste se o contrário fosse escolhido, o que levaria à morte de muitos. Algo como um genocídio”]. Concordo. Não vamos escolher entre morrer de doença ou de fome. Sem vida não tem razão de existir economia. É hora de todos contribuirmos na tarefa urgente de defender a vida das pessoas e construir condições econômicas para que todos possam viver dignamente depois que essa pandemia passar. Eu estou nessa missão", finaliza Assis Carvalho.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias