Lojão do ciclista
Auto Escape J Wilson
Lustosa Tur
Mercadinho Frigoleme
Saúde

Profissionais de saúde participam de capacitação sobre notificação de casos de violência em Oeiras

A qualificação foi direcionada para profissionais que atua (CRAS), (Creas),(UPA), Hospital Regional Deolindo Couto, Conselho Tutelar e SAMU.

11/02/2020 08h52
Por: Pablo Carvalho
Fonte: Redação Oeiras em Foco
1.055

Técnicos e gestores da área da saúde participaram nesta segunda-feira, 10, de uma capacitação sobre o preenchimento correto da notificação e encaminhamento de casos de violências interpessoais e autoprovocadas no Sistema de Informação de Agravos de Notificação (VIVA/SINAN). A formação aconteceu no auditório da Secretaria Municipal de Saúde e foi conduzida pelos enfermeiros Miguel Ribeiro, coordenador de Vigilância Epidemiológica, e Raimunda Vieira, coordenadora da Atenção Básica do município de Oeiras.

A qualificação foi direcionada para profissionais que atuam nos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS), Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), Unidade de Pronto Atendimento (UPA), Hospital Regional Deolindo Couto, Conselho Tutelar e SAMU.

“Nosso objetivo é aparelhar a Atenção Básica e sensibilizar para a importância da notificação e investigação de todos os casos ocorridos no município voltados para as violências interpessoais e autoprovocadas. Por conta disso, já trabalhamos com todos os enfermeiros das equipes de Saúde da Família e agora estamos ampliando nosso leque para outras instituições que lidam diretamente com a clientela, principalmente crianças, adolescentes, mulheres, idosos e população LGBT”, explica Miguel Ribeiro.

O VIVA/SINAN é um dispositivo criado pelo Ministério da Saúde para conhecer a proporção e a gravidade das violências por meio da produção e difusão de informações epidemiológicas e definir políticas públicas de enfrentamento como estratégias e ações de intervenção, prevenção, atenção e proteção às pessoas em situação de violência.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias