Lustosa Tur
Auto Escape J Wilson
Malu Pneus
Chaves Bebidas
Lojão do ciclista
Mercadinho Frigoleme
PCC

"Tem que matar pelo menos dois por semana", diz suspeito de integrar facção no PI

Nos áudios um dos presos, que não teve o nome divulgado, pergunta a um futuro membro da facção se ele "mata bem" e diz que para entrar no "quadro da restrita" tem que matar pelos menos duas pessoas por semana.

14/01/2020 14h54
Por: Pablo Carvalho
Fonte: Cidade Verde

Áudios divulgados pela Secretaria Estadual de Segurança Pública mostram conversas entre presos na Operação Codinome, deflagrada hoje (14) para combater tráfico de drogas e ações das facções Primeiro Comando da Capital (PCC) e Bonde dos 40 em Teresina.  Mais de 20 pessoas foram presas.

Nos áudios um dos presos, que não teve o nome divulgado, pergunta a um futuro membro da facção se ele "mata bem" e diz que para entrar no "quadro da restrita" tem que matar pelos menos duas pessoas por semana. 

Na conversa feita por telefone o futuro membro responde que "missão dada é missão cumprida" e o integrante da facção promete cadastrá-lo. No áudio o preso também diz que "uma mano" está querendo pó (cocaína).

 O quadro da restrita é uma "setor" do PCC onde o membro fica escalado exclusivamente para a organização criminosa. 

O promotor José William, do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO), afirma que é preciso interromper  o recrutamento de novos membros do PCC no Piauí. O representante do Ministério Público Estadual revela que o Estado tem oferecido "muitos soldados" para facções.

Para o promotor, a principal questão não é tamanho do faccionado, mas o poder que ele tem para captar novos membros.

"Quanto mais você interrompe o processo de novos batismo ,mais impede que essas facções crescem no Estado. No sistema prisional acontece bastante que um determinado preso está no presídio e ele batiza os demais. Trazem outros presos e fazem campanhas dentro do presídio. Muitas vezes o preso é obrigado a entrar ou está indo de forma voluntária participar da facção", analisa o promotor. 

Entre os presos  na operação de hoje estão sete membros que seriam considerados os "cabeças" das facções em Teresina. Por conta da periculosidade, o MP solicitou à justiça que eles fiquem isolados no sistema prisional, no Regime Disciplinar Diferenciado (RDD).

"É para que eles não tenham possibilidade nem de comandar o crime de dentro do presídio nem ter acesso às benesses do crime. Certamente o Poder Judiciário dará todo apoio", disse o promotor José William. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias