Malu Pneus
Rondnelly Camarço
Auto Escape J Wilson
Lustosa Tur
Chaves Bebidas
Drogaria Horizonte
Lojão do ciclista
Mercadinho Frigoleme
Aftosa

Campanha contra febre aftosa deve imunizar 500 mil bovinos no Piauí

A campanha iniciada em 1º de novembro tem como alvo bovinos e bubalinos, de 0 a 24 meses.

27/11/2019 20h15
Por: Pablo Carvalho
Fonte: Redação Oeiras em Foco
(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Cerca de 500 mil bovinos devem ser imunizados na segunda etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa no Piauí. Criadores têm até esta sexta-feira (29) para imunizar o rebanho.

“A meta estabelecida pelo Ministério da Agricultura e pela Organização Mundial de Saúde Animal é de que cada território tenha pelo menos 90% dos animais vacinados. Atualmente, o Piauí possui um rebanho estimado em mais de 500 mil bovinos, que devem ser imunizados nesta etapa”, explica o gerente de segurança animal da Adapi, Idílio Moura.

A campanha iniciada em 1º de novembro tem como alvo bovinos e bubalinos, de 0 a 24 meses. Após o período de aplicação da vacina, os criadores terão até 15 de dezembro para realizar a certificação junto ao escritório da Adapi onde o criador é cadastrado.

A certificação é necessária para comprovar que o produtor está em dia com o calendário de vacinação do seu rebanho e com o serviço de defesa sanitária animal do Piauí. Criadores que não possuem animais nesta faixa etária devem comparecer ao escritório da Adapi para fazer a atualização cadastral do seu rebanho.

O criador que deixar de vacinar seus animais e não realizar a certificação poderá ser autuado, multado e terá retirado o direito de comercializar o seu rebanho.

“Para a comercialização e movimentação de animais é obrigatória a emissão da guia de trânsito animal (GTA) e, para a emissão, o produtor precisa estar com as vacinas em dia, tanto de aftosa quanto da brucelose”, conclui o Idílio Moura.

A vacina deste ano possui uma diferença em relação a anos anteriores. A dose, antes de cinco mililitros, agora é composta apenas por dois mililitros.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias