Lustosa Tur
Auto Escape J Wilson
Drogaria Horizonte
Mercadinho Frigoleme
Chaves Bebidas
Lojão do ciclista
Rondnelly Camarço
Malu Pneus
Tudo pela diversão

Adolescente de 12 anos drogou irmãos de 5 e 2 anos com 'loló' para fazer festa

A festa teria ocorrido na quarta-feira (6), mas a denúncia foi feita na madrugada de sexta-feira (8).

11/11/2019 15h47
Por: Pablo Carvalho
Fonte: IG
Entorpecente Ló ló (Foto: Reprodução)
Entorpecente Ló ló (Foto: Reprodução)

A mãe de uma adolescente de 12 anos denunciou a própria filha para a Polícia Militar de Mato Grosso. Segundo relatos da mulher, a menor promoveu uma festa em casa e drogou os dois irmãos menores, um menino de 5 anos e uma menina de 2. O caso ocorreu no bairro CPA 3, em Cuiabá. 

A festa teria ocorrido na quarta-feira (6), mas a denúncia foi feita na madrugada de sexta-feira (8).

Quando acionou a polícia, a mãe justificou que a demora se deu porque não conseguiu encontrar os outros adolescentes que estavam na festa, desde o ocorrido. Eles foram localizados por ela na sexta-feira, em uma tabacaria, por volta das 3h da madrugada.

Aos policiais, a mulher contou que na quarta precisou sair e deixou as crianças sob os cuidados da filha mais velha. A garota, então, aproveitou a oportunidade para dar uma festa. Participaram do evento, pelo menos, mais três adolescentes, duas garotas de 14 e 15 anos e um rapaz de 17.

Ainda de acordo com o relato da mãe, quando ela chegou em casa, percebeu que as crianças estavam sob efeito de alguma substância entorpecente. O menino de 5 anos, então, contou que os adolescentes ofereceram para eles uma garrafa com um líquido branco. A mãe do menino disse aos policiais suspeitar ser uma droga conhecida como “lolo”.

Com o fim da festa, a mulher não conseguiu mais localizar os outros jovens que participaram do ato. Os encontrou, somente na sexta-feira, acompanhados de sua filha mais velha, em uma tabacaria. Todos estavam consumindo bebidas alcoólicas e fumando narguilé. A polícia não encontrou o dono do estabelecimento, mas apreendeu os adolescentes.

Junto com a mulher que fez a denúncia, todos foram levados para a Central de Flagrantes de Cuiabá. O caso foi registrado como maus tratos e servir bebida alcoólica a menor de 18 anos.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias