Data Picos
Rondnelly Camarço
Lustosa Tur
Drogaria Horizonte
Chaves Bebidas
Auto Escape J Wilson
Lojão do ciclista
Malu Pneus
Mercadinho Frigoleme
Alerta!

PRF faz alerta para divulgação de blitzen em redes sociais

O crime prevê para o condenado de 1 a 5 anos de reclusão mais multa

09/10/2019 15h43Atualizado há 2 semanas
Por: Pablo Carvalho
Fonte: Redação Oeiras em Foco com informações da PRF
(Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)

A Polícia Rodoviária Federal faz um alerta para as pessoas usuárias de redes sociais que divulgam as blitzen de Picos. Segundo o inspetor Jorge Madeira, a prática é crime, tipificada no artigo 265 do Código Penal que versa sobre o “atentado contra a segurança de serviço de utilidade pública”.

“Hoje é uma prática muito comum as pessoas informarem rapidamente pelas redes sociais os locais em que estão acontecendo as blitzen. E é válido informar que se trata de um crime de atentado contra a segurança pública. O crime prevê para o condenado de 1 a 5 anos de reclusão mais multa”, disse ele.

O inspetor da Polícia Rodoviária Federal informou ainda que a fiscalização para esse tipo de crime tem sido intensificada e pede a colaboração da população para que denuncie e informe, por meio de provas, a prática, a fim de que as medidas cabíveis sejam tomadas.

“Nós estamos intensificando nossa fiscalização a respeito desse tipo de crime, mas é um tipo de fiscalização difícil, pois precisa de denúncia, precisa de comprovação. Estamos realizando blitzen diuturnamente, em horários aleatórios, justamente para dificultar a divulgação por esse tipo de usuário que tenta informar onde está a viatura da PRF fazendo a fiscalização”, destacou.

Jorge Madeira disse que é notável a prática, visto a diminuição no trânsito quando iniciam a fiscalização em determinado ponto da cidade.

“Sabemos que isso acontece diariamente. Quando a viatura da PRF chega em uma determinada cidade, seja ela Picos, Oeiras, Ipiranga e outras, dentro de 5 a dez minutos, as pessoas que passariam por ali onde acontece a fiscalização começam a desviar a rota ou a voltar para não ter que passarem pela fiscalização, já informados, antecipadamente, por grupos em redes sociais”, afirmou.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias