Data Picos
Lustosa Tur
Auto Escape J Wilson
Santos Auto Escola
Mercadinho Frigoleme
Lojão do ciclista
Malu Pneus
Chaves Bebidas
Rondnelly Camarço
Drogaria Horizonte
Polícia

Polícia prende homem suspeito de matar cabeleireiro a tiros na cidade de Oeiras

O homicídio teve como vítima o cabeleireiro Antônio José Dionísio, 49 anos, (foto) que foi morto a tiros e sua residência, no bairro Oeiras Nova.

12/09/2019 12h57Atualizado há 1 semana
Por: Pablo Carvalho
Fonte: Mural da Vila
Homem preso pela polícia (Foto: Reprodução)
Homem preso pela polícia (Foto: Reprodução)

A Polícia Civil, o Núcleo de Investigação da Delegacia Regional de Oeiras e Núcleo e Inteligência da Polícia Civil do Piauí-Seccional Oeiras prenderam o principal suspeito de cometer um homicídio em Oeiras em 22 de janeiro de 2018.

O homicídio teve como vítima o cabeleireiro Antônio José Dionísio, 49 anos, (foto) que foi morto a tiros e sua residência, no bairro Oeiras Nova.

As investigações tiveram início logo após o crime, e as informações mais recentes levaram a Polícia a LINDIMAR CAETANO DA SILVA, que é o principal suspeito. Ele foi preso e teve a sua prisão temporária decretada. "Esta prisão temporária é essencial para a sequência das investigações. Ela tem a duração de 30 dias, podendo ser prorrogada por mais 30. É o período em que esperamos concluir o inquérito e assim pedir a prisão preventiva", explicou o delegado Antônio Nilton, acrescentando que todos os elementos colhidos até o momento levam a crer que o suspeito seja de fato o autor do delito.

Lindimar Caetano da Silva, conhecido como "Galeguim do Ceará", e natural de Assaré-CE, e foi preso em sua residência no bairro Jureminha. Ele já tem passagem pela polícia de Oeiras por roubos a mão armada, sendo um ao Posto Chico Cazé e outro a uma distribuidora de bebidas.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias