Data Picos
Rondnelly Camarço
Auto Escape J Wilson
Malu Pneus
Santos Auto Escola
Drogaria Horizonte
Mercadinho Frigoleme
Chaves Bebidas
Lustosa Tur
Lojão do ciclista
Oeiras

Adapi libera abate de suínos no matadouro de Oeiras

A partir desta quinta-feira, 05, os animais poderão ser abatidos no município, desde que o abate obedeça os critérios de qualidade e higiene, fiscalizados pelo Serviço de Inspeção Municipal (SIM).

05/09/2019 13h46
Por: Pablo Carvalho
Fonte: Ascom

Após decretar emergência sanitária em todo o Estado por conta da peste suína, a Agência de Defesa Agropecuária do Piauí (Adapi) liberou o abate de porcos no matadouro de animais de pequeno porte de Oeiras. A partir desta quinta-feira, 05, os animais poderão ser abatidos no município, desde que o abate obedeça os critérios de qualidade e higiene, fiscalizados pelo Serviço de Inspeção Municipal (SIM).

“Protocolamos um pedido para liberação do abate suíno em nosso matadouro. A resposta foi positiva, então, a partir desta quinta-feira o abate de suínos está liberado. Para que isso aconteça, o proprietário dos animais deve ir até a Adapi, retirar o GTA (Guia de Transporte Animal) e, de posse deste documento, levar o suínos para o matadouro. O abate de suínos para comercialização só pode ser feito no matadouro de animais de pequeno porte, mediante a apresentação da GTA”, explica o veterinário do SIM, Jefferson Luís.

Implementado no final de 2017, o SIM contribui para promoção da saúde pública dos oeirenses, garantindo segurança alimentar à população e contribuindo na geração de renda para os pequenos produtores. “O Selo de Inspeção Municipal emitido pelo SIM garante a qualidade e a segurança da carne que vai ser consumida”, frisa o veterinário.

Peste suína

A peste suína é transmitida por meio de alimentos ou água contaminados, contato com animais infectados, equipamentos sujos e roupas de indivíduos que mantiveram contato direto com porcos domésticos ou selvagens que estejam doentes ou possuam o vírus incubado. A doença chega a matar 90% dos animais jovens e nos mais velhos pode manifestar-se discretamente.

Inicialmente, os porcos apresentam depressão e febre alta, regiões avermelhadas, hemorragia e cor azulada geralmente nas extremidades, axilas, abdômen e face interna dos membros de animais brancos. Também é detectada letargia, convulsões ocasionalmente, ranger de dentes e dificuldade de locomoção.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias