Data Picos
Drogaria Horizonte
Malu Pneus
Rondnelly Camarço
Auto Escape J Wilson
Lojão do ciclista
Mercadinho Frigoleme
Lustosa Tur
Chaves Bebidas
Santos Auto Escola
Saúde

Hospitais do interior são responsáveis por 82% dos atendimentos ambulatoriais na rede pública no PI

Nos primeiros seis meses de 2019, foram realizado 1.813.197 procedimentos ambulatoriais nos hospitais do Estado.

30/08/2019 10h12
Por: Pablo Carvalho
Fonte: CCom
(Foto: Oeiras em Foco)
(Foto: Oeiras em Foco)

Um balanço das ações no primeiro semestre de 2019, constatou um crescimento no atendimento na rede de saúde pública do interior do Piauí que, como consequência, reduz a sobrecarga de pacientes transferidos para Teresina. De acordo com o secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto, nos primeiros seis meses de 2019, foram realizado 1.813.197 procedimentos ambulatoriais nos hospitais do Estado, sendo 331.512 na capital (18%) e o restante (82%), no interior.

Em relação a atendimentos cirúrgicos, foram realizados mais de 56 mil procedimentos, 1.284 a mais do que o mesmo período de 2019. “O maior crescimento de número de cirurgias se deu nos hospitais do interior do estado, onde houve o incremento de 3.144 cirurgias em relação aos dados do ano anterior”, disse o secretário.

O ranking traz o Hospital Tibério Nunes, em Floriano, como o primeiro da lista, com um aumento de 32% no número de cirurgias realizadas. O Hospital Estadual Dirceu Arcoverde, em Parnaíba, apresentou um crescimento de 25%. O hospital de Luzilândia, 21%. O Hospital Justino Luz, em Picos, 19%, e no Hospital Regional Senador Cândido Ferraz, em São Raimundo Nonato, o incremento foi de 11%.

Na capital, a rede estadual de saúde conta com o Hospital Getúlio Vargas, Hospital Infantil, Maternidade Dona Evangelina Rosa, Hospital Natan Portela, Hospital da Polícia Militar, Hospital Areolino de Abreu e Hospital do Mocambinho, que nos primeiros seis meses de 2019 realizaram 17.474 atendimentos hospitalares, entre cirurgias e internação apenas na capital.

Investimentos de R$ 17 milhões

O Governo do Piauí, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), investiu R$ 17,3 milhões na reforma e ampliação da rede de saúde de quatro municípios do sul do estado. Os investimentos trouxeram modernização e mais conforto aos pacientes de São Raimundo Nonato, Simplício Mendes, Uruçuí e São João do Piauí.

Só em São Raimundo Nonato, três grandes obras são destaques. Uma é o Centro de Parto Normal de São Raimundo Nonato, que já recebeu R$ 677 mil e está com 95% de sua construção concluída. Outra é a obra do Centro Especializado de Reabilitação, onde já foram empregados R$ 3 milhões.

Mas a mais esperada é a reforma e ampliação do Hospital Cândido Ferraz, onde serão investidos R$ 4,8 milhões. O hospital, que passou a ser administrado pela Sesapi em junho, atende à população de 20 municípios da região do semiárido. “Já foi autorizada a abertura do processo licitatório e contratação de construtora para realizar a reforma e ampliação do hospital”, informou o secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto.

No município de Uruçuí está sendo feita a reforma do Hospital Regional, que está com 77,76% de executada. Também nesse período, a Sesapi investiu mais de R$ 1 milhão na compra de equipamentos para os hospitais e unidades de saúde das quatro cidades.

Novos equipamentos

Na próxima sexta-feira (30), o Governo do Piauí, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), em parceria com o Centro Integrado de Reabilitação (Ceir), executará mais uma fase do programa “Passo à Frente”. O programa, que tem como objetivo facilitar o acesso da população a próteses, órteses e meios auxiliares de locomoção, além de promover confecção, consertos e ajustes de peças para as pessoas beneficiadas pelo projeto, desta vez chega ao Território do Vale dos Rios Piauí e Itaueira, com a execução da terceira fase do programa na região.

A ação será realizada às 8h, no município de Itaueira. Ao todo, serão entregues 466 equipamentos. Além de Itaueira, serão beneficiados também os municípios de Rio Grande do Piauí, Paes Landim e São José do Peixe, municípios que já passaram pela primeira e segunda fase do programa.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias